O bibliotecário perfeito ou o Santo Graal: das coisas impossíveis

Tradução livre e adaptada de “The librarian doesn’t exist“, de Wayne Bivens-Tatum

librarian

Você já deve ter assistido, ou ao menos ouvido falar, do filme “O guardião: em busca da lança sagrada”. Para quem não conhece, o personagem principal Flynn Carsen é um homem de 30 anos que nunca saiu da faculdade. É recrutado para ser “O Bibliotecário”, responsável por um museu de artefatos estranhos e mágicos, além de guardar um importante segredo. A página do IMDb traz este curioso diálogo retratando um bibliotecário diferente dos demais:

Charlene: O que faz você pensar que poderia ser O Bibliotecário?
Flynn Carsen: Bem, eu li um monte de livros.
[Risos]
Charlene: Não tente ser engraçado, não estou aqui para piadas.
Flynn Carsen: Desculpe.
Charlene: [depois de uma pausa] Mas então, o que o faz pensar que pode ser O Bibliotecário?
Flynn Carsen: Bom, eu conheço um pouco da Classificação Decimal de Dewey, da LIbrary of Congress, métodos de pesquisa tradicionais e na web. Também posso criar um feed RSS…
Charlene: Mas isso todos os bibliotecários sabem. Quero saber o que o faz pensar que possa ser O Bibliotecário?

Entendeu a distinção? Ela é importante! Carsen não pode ser um bibliotecário, ele precisa ser O Bibliotecário que irá trabalhar para A Biblioteca.

Recentemente, estive envolvido numa discussão online sobre a possível existência de um conjunto básico de competências que todos os bibliotecários deveriam dominar. Ainda estou para ver um argumento convincente para qualquer biblioteca – especificamente que todo bibliotecário deva ter ou escola de Biblioteconomia precise ensinar. A maioria das discussões a respeito do que o bibliotecário precisa fazer, saber ou pensar parte de um pressuposto de que existe O Bibliotecário capaz de coisas míticas. Entretanto, este Bibliotecário não existe.

Os argumentos para uma teoria de habilidades essenciais da biblioteconomia são tantos que quase não vale a pena discuti-los, mas já que chegamos aqui, vamos pensar sobre o que o bibliotecário deve ser e saber. Primeiro, é óbvio que nem todos os bibliotecários fazem o mesmo trabalho e existem alguns destes trabalhos que pouco se assemelham ao trabalho de um bibliotecário. Penso que há muitos bibliotecários que esquecem deste detalhe. Estes sabem o que fazem, o que seus colegas fazem e quem sabe até o que alguns de seus amigos que são bibliotecários fazem, mas quase nunca experimentam ou dominam cada trabalho específico a cada biblioteca ou bibliotecário.

Costumo apresentar um contraste entre a biblioteca pública na pequena cidade de minha avó (com 500 habitantes) e a biblioteca de pesquisa onde trabalho (com quase 7500 alunos e 1100 professores). O bibliotecário desta pequena cidade se assemelha muito mais a O Bibliotecário do qualquer um de meus colegas que trabalham comigo. Se você é o único bibliotecário de uma pequena biblioteca, é necessário saber de tudo um pouco para desenvolver o seu trabalho, desde as habilidades tradicionais – como catalogação, serviço de referência e desenvolvimento de coleções – até as mais específicas – como o conselho administrativo e promoção dos serviços da biblioteca na comunidade. É uma amplitude enorme de habilidades, enquanto a profundidade delas…

Por outro lado, a biblioteca onde trabalho tem cerca de 80 profissionais bibliotecários, além de muitas dezenas de funcionários de apoio de alto nível, muitos dos quais com habilidades e conhecimentos especializados, principalmente em outros idiomas. A profundidade e amplitude de experiências é esmagadoramente grande comparadas com as do bibliotecário da cidadezinha, entretanto, ele é mais competente em muito mais atividades do que qualquer um que trabalhe aqui comigo. No entanto, diferentes bibliotecas precisam de diferentes bibliotecários com habilidades diferentes.

Será que o diretor de uma enorme biblioteca tem ou precisa das mesmas habilidades que um bibliotecário de uma pequena cidade? Ou um bibliotecário de um escritório de advocacia precisa do mesmo conhecimento de um bibliotecário que trabalhe com livros raros? Se sim, quais habilidades que todos estes bibliotecários precisam e por quê? Eu diria que não há nenhuma. Lana Wilkinson escreveu em seu post: “Mostre-me uma habilidade que você acha que seja essencial para a biblioteconomia, mas essencial MESMO, que eu lhe apresentarei um ótimo bibliotecário que não tem esta habilidade”.

Ao invés de se deleitarem com o que a diversidade que nossa profissão nos permite, muitos bibliotecários ficam impondo regras e ordens desnecessárias e tolas. Argumentam que todos os bibliotecários devem ser capazes de fazer atividade X e que se não fizerem não são bons bibliotecários, nem mesmo, “bibliotecários ao todo”.

A bem da verdade, nem eles fazem o que dizem. O que eles querem, na realidade, é criar um perfil mais consistente para a profissão, ao mesmo tempo que tentam definir o que é “bibliotecário” e excluir aquilo que não deve ser feito. A controvérsia é inevitável. Biblioteconomia sempre foi uma área problemática de se definir. Todo mundo sabe, ou pensa que sabe, o que advogados, médicos e terapeutas fazem, mas eu raramente encontro alguém que esteja familiarizado – mesmo em ambiente universitário – do que um bibliotecário faz. Todos acham que fico em torno de livros e pedindo silêncio o dia todo.

O Bibliotecário não existe. A Biblioteca também não existe. O que temos são dezenas de milhares de pessoas que trabalham em milhares de diferentes locais chamados de bibliotecas, alguns dos quais semelhantes entre si, mas a maioria muito diferentes. Por isso, não pode haver uma definição do que os bibliotecários são, muito menos qual o conjunto de habilidades que eles necessitam ter.

Em vez disso, pense em bibliotecários como uma família e suas semelhanças. Mamãe e Junior têm os mesmos olhos, mas as orelhas de abano são do pai. Junte estes traços e você tem o conjunto de semelhanças da família. Coloque o total de habilidades e pessoas capazes para cada uma delas e pronto, você tem uma biblioteca. Combine todas essas habilidades juntas e você a construir O Bibliotecário. Encontrando esta pessoa única, por favor, avise-me para que eu repense a respeito do que escrevi aqui.

Anúncios

3 thoughts on “O bibliotecário perfeito ou o Santo Graal: das coisas impossíveis

  1. Caro Jorge do Prado.

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo texto, bastante elucidativo quanto ao universo de possibilidades disponíveis em nossa área, contraposto a um conjunto engessado de competências que todo bibliotecário deve dominar para desenvolver seu trabalho.

    Contudo, fico inquieto com a visão segundo a qual “não existe uma definição para o que os bibliotecários são […]”. Se por um lado há inúmeras oportunidades e possibilidades em nossa área, inclusive em ambientes diferentes de bibliotecas, por outro existem elementos básicos dos quais o profissional precisa ter ciência – como desenvolvimento de coleções, estratégias de busca e recuperação de informações na web, catalogação, classificação e indexação – para, a partir deles, se aprofundar em determinada competência de acordo com o ambiente laboral em que estiver.

    Assim, faço este comentário não para discordar do texto – também creio que na inexistência de “bibliotecário padrão” pronto para trabalhar em qualquer unidade informacional com os mesmos saberes – mas para deixar a ressalva de que não é adequado relativizar todos os saberes para o exercício da profissão. Abraço.

    1. Obrigado pelo comentário, Junio!
      Vale lembrar que este texto não é meu, somente o traduzi livremente (há o link para o original logo no início do post). Há muitos textos bons “lá fora” que precisam ser divulgados por aqui. Este, na minha humilde opinião, é um deles. Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s